Léa Ferro ~ Arpoador: Contos e Poesias
"A noite é o silêncio que cala o olhar dos amantes!" Léa Ferro 1994
Capa Meu Diário Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Contato Links
O corpo enfermo cala.
No dormência sepulcral
A voz entala.

A alma grita
Os grilhões sociopatas.

Os grilhões apertados
Nos mantem febril.
Calados. Mortos. Fadados.

É tanto barulho
E (quase) nenhuma justiça.

No silêncio dos bons
Os maus se enaltecem.

Eles crescem:
São persistentes,
Viram presidente,
Pastor,
Impostor,
Matador.

Texto @leaferro
Léa Ferro
Enviado por Léa Ferro em 25/12/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Contos & Poesias
"A mais que a lua seja bela / serás sempre a bela lua!"
Léa Ferro 1994
Arpoador é um site de literatura independente. Se você quiser contribuir financeiramente, realize uma doação em qualquer valor. Obrigada e boa leitura!